sexta-feira, junho 05, 2020

A LUA , ESTA NOITE NO FEIJÓ

.
ESTA NOITE A LUA, MINUTOS APÓS
TER PASSO POR UM ECLIIPSE ,VOLTOU
A ILUMINAR O FEIJÓ ,E NÃO ESCAPOU
À MINHA CANON...




PALPITES, quem vai ganhar e por quantos, 1ª.jornada de JUNHO.

.
O TONO AREAL, O NOSSO CONCORRENTE

PORTISTA, FOI O GRANDE VENCEDOR
DESTA 1ª.JORNADA DE JUNHO, E
TOENA-SE O 1º,LIDER DA GARAL COM
3 PONTOS DE VANTAGEM SOBRE ANA
LUCIA E 5 PONTOS SOBRE A DUPLA
VITOR MESTRE- JOÃO TIAGO.

JOGOS QUE CONTARAM:

.
PORTIMONENSE-GIL VICENTE 2-1 (Ana Lucia,Tono Areal,João Tiago,António Fiuza)
FAMALICÃO-PORTO..2-1 (ninguem acertou)
BENFICA-TONDELA..0-0 (ninguem acertou)
V.GUIMARÃES-SPORTING..2-2 (Vitor Mestre,Manel Marçalo)
MARITIMO-V.SETUBAL...1-1 (José Julio,Mário Oliveira,Cesare Caroli,Ana Lucia,António Areal,Carlos Pereira)
SANTA CLARA-BRAGA.....3-2 (ninguem acertou)



.
CLASSIFICAÇÃO DA JORNADA E GERAL
.
1.ANTÓNIO AREAL.................9..PORTO
2.ANA LUCIA....................12..SPORTING
3.VITOR MESTRE.................14..FARENSE
..JOÃO TIAGO...................14..BENFICA
4.CARLOS PEREIRA...............17..CASTRENSE
..MANEL MARÇALO................17..BENFICA
5.MÁRIO OLIVEIRA...............18..BENFICA
..ANTÓNIO FIUZA................18..SPORTING
6.CESARE CAROLI................19..MILAN
..JOSÉ JULIO...................19..CASTRENSE
..MIGUEL.......................19..SPORTING
..ELISIÁRIO CANDEIAS...........19..SPORTING
7.TOY..........................20..DESPORRTIVO DE BEJA
..RUBEN LANÇA..................20..CASTRENSE
8.PEDRO FIGUEIRA...............21..PORTO
..CARLOS APOLÓNIA..............21..CASTRENSE
..SERGIO FERNANDES.............21..BENFICA
9.VITOR SANTOS.................22..ATLETICO
..JOÃO ROQUE...................22..SPORTING
10.JOÃO MENDONÇA...............23..SPORTING
...VICENTE GUERREIRO...........23..CASTRENSE
...NUNO FERREIRA...............23..BENFICA
...JOÃO PINTO..................23..BENFICA
11.FILIPA LOPES................24..C.P.PÊGO
...URBANO PEIXOTO..............24..BENFICA
..ABILIO AZEVEDO...............24..SPORTING
..JOSÉ BUDHA...................24..SPORTING
12.JOÃO APOLÓNIA...............25..SPORTING
...FREDERICO PALMA.............25..ESTRELA DA AMADORA
13.GASTÃO INÁCIO...............26..SPORTING
14.PEDRO JULIÃO................27..BENFICA




..

PROGRAMA DE CINEMA EM JUNHO., CASTRO VERDE.

.
O CINEMA DE JUNHO VAI
TER


PROGRAMAÇÃO DE CINEMA
- JUNHO -

O Cineteatro Municipal de Castro Verde retoma, a partir deste sábado, dia 6 de junho, a programação regular de cinema.

Conheça os filmes agendados para este mês!

NOTA: As sessões programadas irão decorrer de acordo com as recomendações da Direção Geral de Saúde e as Medidas de Utilização de Equipamentos Culturais.

o cineteatro de castro verde volta a abrir

.
NO PRÓXIMO FIM DE SEMANA
VOLT A ABRIR O CINETEATRO
DE CASTRO VERDE.

terça-feira, junho 02, 2020

PALPITES quem vai ganhar e por quantos, 1ª.jornada de JUNHO

.
REINICIAM-SE A PARTIR DE AMANHÃ, OS
NOSSOS PALPITES INTERROMPIDOS PELO
COVID. ESTE 9º.CONCURSO ,O DE JUNHO
VAI TER 1 NOVO CONCORRENTE O JOÃO
MENDONÇA, DE LISBOA, IRMÃO DO NOSSO
SAUDOSO COMPANHEIRO ANTÓNIO MENDONÇA
FALECIDO NO ANO PASASDO.

JOGOS QUE CONTAM


1ª.JORNADA DE JUNHO

1 - PORTIMONENSE.GIL VICENTE (3 JUNHO)
2 - FAMALICÃO-PORTO...(3 JUNHO)
3 - BENFICA-TONDELA....(4 JUNHO)
4 - V.GUIMARAES-SPORTING (4 JUNHO).
5 - MARITIMO-V.SETUBAL...(4 JUNHO)
6 - SANTA CLARA-BRAGA,..(5 JUNHO)


Já agora vou recordar os campeãoes dos 8 concursos mensais deta época
.
OS PÓDIOS DOS NOSSOS PALPITES REALIZADOS ESTA ÉPOCA 2019/20

AGOSTO - ABILIO AZEVEDO
SETEMBRO - TONO AREAL
OUTUBRO - FREDERICO PALMA
NOVEMBRO - PEDRO JULIÃO.
DEZEMBRO. GASTÃO INÁCIO
JANEIRO. - JOÃO ROQUE
FEVEREIRO. ABILIO AZEVEDO
MARÇO. CARLOS APOLÓNIA

sexta-feira, maio 22, 2020

DO BAÚ DA CASA DAS PRIMAS.

.
OS ARTESÃO DA MUSICA, A CAMINHO
DO JOÃO DAS CABEÇAS NOS 7 SOIS
7 LUAS DE 2012.

terça-feira, maio 19, 2020

RECORDAMOS UM POEMA DO SAUDOSO ZÉ ARSÉNIO

.
O SAUDOSO ZÉ ARSÉNIO, UM DOS
PARCIPANTES DOS NOSSOS ENCONTROS
DOS DOMINGOS E QUE DEU ORIGEM À
CRIAÇÃO DO NOSSO BLOGUE "CASA
DAS PRIMAS, EM 2003,FOI DOS
MAIS CRIATIVOS, E ESTE POEMA
É DA SUA AUTORIA:

QUADRAS SOLTAS
.
Dedicadas ao Alentejo

Alentejo...Alentejo
As costas te vou virando
minha boca vai sorrindo
meu coração vai chorando
.
Ceifeira que andas à calma
à calma ceifando o trigo
tem cautela não ceifes
o sonho que trazes contigo
.
Alentejo...Alentejo
onde a loira espiga dança
desde a charneca à campina
muitas marés de esperança
.
Não há poeta que diga
por muito que dissesse
cantar o Alentejo
de tudo o que ele merece
.
Se fôres ao Alentejo
não leves vinho nem pão
leva teus braços abertos
para abraçares teu irmão. "
.
Poema de ZÉ ARSÉNIO

sexta-feira, maio 15, 2020

DO BAÚ DA CASA DAS PRIMAS.

.
DE PASSAGEM PELO ROSSIO
A SURPRESA DE ESCUTAR
TURISTAS ESPANHÓIS A
CANTAR O HINO DOS
MINEIROS.

domingo, maio 03, 2020

POETAS DE CASTRO VERDE - ALVES DA COSTA

.
Poetas de Castro Verde - ALVES DA COSTA
.
SINFONIA DO OUTONO

Céu plumbeo, tarde pardacenta,
Sob o montado rola a folharasca,
Rola e rodopia
E o vento asssobia
Em tarde de borrascsa.
Em vôos sinuosos anda a passarada
E a charrua cospe a leiva molhada
E chia...chia...
O almocreve canta uma cantiga
Antiga
Que o vento leva...
Lá longe, as nuvens carregadas
trazem trovoada
E tudo cheira a terra lavrada.
Lavrada num vai-vem que cansa
E não descansa
Terra cansada e semeada
Na rotina
Que não termina
Terra lavrada...

Poema de ALVES DA COSTA
12/8/1960

(gentilmente cedido
ao nosso blogue pelo
autor)

sexta-feira, maio 01, 2020

.
PORQUE HOJE É 1 DE MAIO
RECORDO OS ENCONTROS DE
AMIGOS DA CAIADA VOLTANDO
A PUBLICAR UMA CRÓNICA DE
2015.

TODOS OS ANOS NO DIA 1º.DE MAIO
O MONTE DA CAIADA ENCHE-SE DOS
SEUS NATURAIS E AMIGOS,VINDOS
ESPECIALMENTE PARA ESTE CON-
VIVIO ANUAL.

Confesso que me organizei para poder estar presente este ano na Festa do Monte da Caiada.

A dinâmica de grupo, o desejo de pertença, que surpreendi na primeira reunião a que assisti no ano passado, impressionaram-me deveras.

Durante as horas que estão juntas, que se voltam a vêr, as pessoas inter agem intensamente.

Como já aqui referi, o Monte da Caiada, que em tempos albergou muitas famílas, está hoje reduzido a muito poucos residentes, contudo, os laços familiares e a simples amizade entre os que partiram (muitos) e os que ficaram , permanece intenso .



Há 10 anos atrás surgiu a ideia de promover um encontro anual, então, graças à capacidade mobilizadora de Noemia Martins, o projecto foi para a frente, no dia 1º.de Maio realizou-se o primeiro encontro e desde aí ,todos os anos neste dia de Maio, todos os caminhos trazem ao Monte da Caiada a gente boa que tem "Caiada" no seu DNA.

Este ano voltou a ser assim.


Cada um trouxe o seu farnel, comeu-se ,bebeu-se ,dançou-se,conversou-se, trocaram-se memórias, afectos .

MOMENTO EM QUE FOI LIDO UM POEMA AO MONTE DA CAIADA

"Aqui estamos novamente
no mês de Maio a festejar
e quando eu chego ao Pereiro
quando chego ao Pereiro
começo logo a chorar

Quando eu chego à Caiada
recordo com emoção
aqueles que já partiram
aqueles que já partiram
pu-los no meu coração
"




Espalhadas pelo pátio da antiga escola





alternaram-se as falas com



as danças e







os cantares



Tenho ouvido muitos grupos, e muito bons, a entoar modas e canções alentejanas,
mas confesso que nunca tinha assistido fazê-lo com esta intensidade e entrega.

Na voz, nos gestos, nos olhares.




Não há tempos mortos, não há pausas, quando um chega ao fim de uma moda, logo outro inicia uma outra, com ainda mais vigôr, mais emoção.


os "cantadores" mudavam de lugar, trincavam qualquer coisa, e não resistiam, logo recomeçando a cantar com renovado vigôr



A música instrumental foi garantida por um amigo da Caiada, que se chama Lino, vindo de Almodôvar, que para além das peças tocadas para dançar, às tantas brindou todos com uma criação sua, a que chamou "Valsa da Caiada" :



Ah, também houve quem cantasse a solo, e foi uma surpresa ouvir um lindo e inédito fado na voz de Maria de Jesus :



e ainda outro, desta feita na voz de outra caiadense entusiasta, a Ilda:



Já na parte final chegou o momento do bolo do 10º aniversário do encontro



e dos "parabéns a você"....



...entoados por todos sem excepção ,com o desejo formulado de poderem regressar para o ano que vem.

Que grande tarde, que boa gente a da Caiada.!!

sexta-feira, abril 17, 2020

O PODER ENCANTATORIO DO ALENTEJO.

.
REPOSIÇÃO

ESTES ULTIMOS TRÊS DIAS
FORAM DE VISITA DE SAUDA-
DE AO ALENTEJO, A CASTRO
VERDE ,DE UM MADEIRENSE
ENCANTADO COM A PLANICIE
DOURADA.


Já cá veio um rôr de vezes, e desde a primeira delas, ficou ligado aos encantos deste alentejo, pelo qual também eu me encantei.

O João Cardoso, vem de uma ilha maravilhosa, com paisagens de estarrecer, mas isso não o inibiu de ficar impressionado com o Alentejo.
É que o Alentejo não é só paisagem,longe disso, o que faz mais as pessoas ficarem presas a esta região é a hospitalidade ,a amizade ,os bons fluídos que aqui se captam.

Aqui em Castro,que o João já conhece de cór, curtiu as esplanadas do "Paraiso" e do "La Praça" as caminhadas pelas ruas da vila, as saudações amigas de quem já vai conhecendo, a paz, o sossego da sua vivência, mas também a agitação jovem da sextas e sábado à noite.

Fóra da Vila,demos uma volta por Moura, Barrancos, Vila Verde de Ficalho e Entradas.

NO LARGO DA BIBLIOTECA EM ENTRADAS
Para ele os pontos altos foram o almoço na "Cavalariça" de Entradas, (que belo o

sabôr do Ensopado de borrêgo), e o final da tarde a asistir à azáfama dos trabalhos de campo do Monte da Ribeira, onde não resistiu a subir para o trator do Tonico Zé a participar na tarefa alimentação das ovelhas:




Depois, foi o encanto de vêr á lua a despontar cêrro acima, e o degustar de um saboroso lanche alentejano.


A esta hora está a bordo do avião da TAP que o leva de regresso à sua ilha, mas , segundo prometeu, cá voltará brevemente para curtir esta linda região alentejana.

PROGRAMA PATRIMÓNIO , DA RÁDIO CASTRENSE

.
RECORDAMOS OS CARAPINHAS, A
CANTAR NO PROGRAMA PATRIMÓNIO
DA RADIO CASTRENSE. EM JULHO
DE 2013.

quinta-feira, abril 16, 2020

RECORDANDO COM SAUDADE

.
PASSAVA TODOS OS DIAS
À MINHA PORTA O TIO
TEODOMIRO.

segunda-feira, abril 13, 2020

PROVERBIOS ENQUADRADOS, DO NOSSO SAUDOSO AMIGO ZÉ ARSÉNIO.

.
O SAUDOSO AMIGO E COLABORADOR DO
NOSSO BLOGUE, EM 1990, PUBLICOU
NA CASA DAS PRIMAS:


PROVÉRBIOS ENQUADRADOS
.
PROVERBIOS

I
Moça que o povo eleva
não perde tempo à janela
sardinha que o gato leva
perdida estará com ela

II
Não é por mais madrugar
que nos erguemos mais cedo
quem desdenha quer comprar
quem ten cú também tem medo

III
Não há galo nem perú
que não tenha o seu entrudo
quem quer peixe molha o cú
quem tem uma mãe tem tudo

IV
Quem muito tem muito vale
e quem nada não se afoga
quem os pariu que os embale
quem tem poder ,não roga

V
Eu passei a vida à espera
e fiquei desesperado
quem espera...desespera
lá diz o velho ditado.

JOSE ARSÉNIO
1990

sexta-feira, abril 10, 2020

UMA NOTICIA MUITO TRISTE, A AMIGA EUGÉNIA JERÓNIMO FALECEU HOJE.

.
E COM GRANDE PESAR E UMA TRISTEZA
INFINITA QUE RECEBI HOJE A TRISTE
NOTICIA QUE A AMIGA EUGÉNIA JERÓNIMO
NOS DEIXOU ,APÓS PROLONGADA LUTA
PELA VIDA.


Ao seu companheiro dedicado NUNO, e demais familia, deixo respeitosos pêsames.

A EUGÉNIA era uma força da natureza, uma amiga dos seus amigos, soliária e sempre activa na vida cultural e social da Vila.
Deixa muitas saudades, e a promessa que mais tarde publicarei aqui no nosso blogue e paágina a Casa das Primas uma homenagem mais alargada sobre a já muito saudosa Eugénia.

SALA DO CLUBE RECREATIVO DO FEIJÓ, MATRIZ DO CANTE ESCUTADO EM SILÊNCIO

.
O FEIJÓ, FREGUESIA DE ALMADA, LOCALIDADE
ONDE A COMUNIDADE ALENTEJANA QUE JÁ VAI
EM 4ª.GERAÇÃO, TEM NA SALA DO CLUBE
RCREATIVO DO FEIJÓ, ONDE ACTUA E ENSAIA
O GRUPO CORAL AMIGOS DO ALENTEJO DO
FEIJÓ, UM ESPAÇO MATRIZ DO CANTE
ALENTEJANO, ONDE SE ESCUTAM AS MODAS
NUM SILÊNCIO MÁGICO E EXEMPLAR.



Os grupos corais que aqui têm vindo a actuar, todos sem excepção, sempre têm deixado os maiores elogios a esta respeitosa forma de escutar o Alentejo.
Nesse particular a Casa das Primas presta homenagem ao AFONSO, e ao seu grande trabalho de grande e enérgico promotor de "silêncio" ,

CASTRO VERDE

.
CASTRO VERDE A VILA QUE ME
ADOPTOU E EU ADOPTEI.


terça-feira, abril 07, 2020

PRELIMINARES

.

Num tribunal de uma pequena cidade, o advogado de acusação chamou a sua primeira testemunha; uma velhinha de idade avançada e avó. Aproximou-se da testemunha e perguntou: "Srª Ermelinda, a senhora conhece-me?" E a resposta
foi:
- Claro que te conheço. Conheço-te desde pequenino e, francamente, desiludiste-me. Mentes descaradamente, enganas a tua mulher, manipulas as pessoas e falas mal delas pelas costas. Julgas que és uma grande personalidade quando nem sequer tens inteligência suficiente nem para ser varredor. Claro que te conheço. O advogado ficou branco, sem saber que fazer. Depois de pensar um pouco; apontou para o outro extremo da sala e
perguntou:
- Srª Ermelinda, conhece o defensor oficioso?
Responde a velhinha:
- Claro que sim. Também o conheço desde a infância. É
frouxo, tem problemas com a bebida, não consegue ter uma relação normal com ninguém e na qualidade de advogado bem, aí......é um dos piores que já vi. Não esqueço também de mencionar que engana a mulher com três mulheres diferentes, uma das quais, curiosamente, é a tua mulher. Sim, conheço-o. Claro que sim. O defensor ficou em estado de choque. O juiz então, pediu a ambos os advogados que se aproximassem do estrado e com uma voz muito ténue
diz-lhes:
- Se a algum dos dois ocorrer perguntar à velha se me conhece, juro-vos que vão todos presos !

sábado, abril 04, 2020

FUTEBOL CLUBE CASTRENSE (REPETIÇÃO DE DE TEMA DE 26 DE ABRIL DE 2011)

.
(REPETICÃO)
HOJE É UM DIA MUITO IMPORTANTE
PARA O CLUBE DE CASTRO VERDE,
POIS FINALMENTE VÊ RECONHECIDA
A SUA IMPORTÂNCIA DA A VILA,
E ATÉ PARA O CONCELHO.


Assim no programa de hoje Castro Verde vai ter:

Castrense: Uma História" - Apresentação do Documentário e Abertura da Exposição


“Foi em 1953 que tudo começou. A 1 de Abril, no dia das mentiras, principiou a escrever-se a verdadeira história do desporto em Castro Verde: o preciso dia do nascimento oficial do Futebol Clube Castrense”.

Assim nos iniciamos na história e vida desta colectividade, guiados pelo documentário e exposição “Castrense: Uma História”. Registos que nos transportam numa viagem pelo clube que, ao longo dos últimos 58 anos, iniciou perto de 10 mil atletas em modalidades tão distintas como o ciclismo, o futebol, o hóquei, as corridas em patins, a patinagem artística, o atletismo, o judo ou o aikido.

O documentário é um olhar do jornalista Paulo Barriga, realizado por Jorge Caetano. Uma história contada na primeira pessoa pelos homens que formalizaram o nascimento do clube. Não é a história completa da colectividade, mas uma história onde a memória se cruza com a actividade do presente. Não é a história de um director, uma equipa ou um atleta. É uma história sobre a grande vitória: o triunfo do desporto em Castro Verde.

Assumindo o mesmo fio condutor, a exposição, concebida por Helena Passos,traz-nos materiais que testemunham acaminhada do Futebol Clube Castrense. São os troféus que marcam as conquistas, os equipamentos desportivos de ontem e de hoje, o revelar de modalidades que já não existem na actividade do clube, mas que perduram na memória colectiva.

Apresentação do Documentário
18h | Cineteatro Municipal

Abertura da Exposição
19h | Fórum Municipal

Org. CMCV.
Parceria: Futebol Clube Castrense
Financiamento: PRODER. Ministério da Agricultura do Densenvolvimento Rural e das Pescas. LEADER+.UE.

Ao Castrense e ao seu Presidente e amigo do nosse blogue ,Carlos Pereira, saudações muito especiais.

O nosso blogue tem ,ao longo da sua existência, publicado reportagens e matérias sobre o Castrense, que também é o meu clube.

Vou pois recordar algumas dessas matérias ,como contributo para o dia de glória que os castrenses estão a ter.

Matéria publicada em Março de 2010, anunciando a festa do 57º.Aniversário e contando um pouco a História do clube:

"O CASTRENSE VAI COMEMORAR NO
DIA 1 DE ABRIL O SEU 57º.
ANIVERSÁRIO E O NOSSO BLOGUE
SAÚDA O CLUBE , O SEU PRESI-
DENTE, DIRECÇÃO E ATLETAS DE
TODAS AS MODALIDADES.



O FC Castrense tem vivido esta época um período de grande dificuldade relativamente ao campeonato em que participa ,a 3ª.divisão nacional, muito por causa duma situação im prevista que lhe foi criada, pois,tendo descido de divisão na épooca passada e convencido que iria participar no Distrital da AF Beja, o clube de Castro Verde viu partir grande parte dos jogadores que constituíam o plantel da temporada anterior, incluindo o treinador Carlos Simão que aceitou liderar o projecto do Desportivo de Beja. Dos muitos jogadores que saíram, alguns conseguiram dar o salto para divisões superiores, como foi o caso de Pedro Peraltinha (SC Freamunde, Liga Vitalis), Vítor Rolim, Pedro Lança, Rui Pepe (SCM Aljustrelense, II B), Paulo Maurício (ASC Reguengos, II B), Amarildo (Oliveira Hospital, II B) e Adérito (Sertanense FC, II B, onde foi encontrar o brasileiro Leo Bahia do SCM Aljustrelense), além ainda o destino de José Cláudio, Pirika, Aricson, Carlos Martins, Jonas Andrade, Marcelo Bortoncello e Robson Ribeiro.

Perante este quadro, o Castrense viu-se obrigado ,a num curto espaço de tempo, procurar substitutos à altura,para enfrentar uma terceira divisão e não a Distrital, quando ,muitos profisionais já tinha assumido compromissos com outros plantéis.

O novo presidente empossado no inicio da época,assumiu então um projecto muito realista, reunindo um grupo de atletas jovens da região e aproximando mais o clube à vila, à região.

O tempo é de festa ,parabéns Castrense.

Vamos recuar no tempo e falar da HISTÓRIA DO FUTEBOL CLUBE CASTRENSE

O Castrense passou por 3 grandes períodos na sua vida.

1ª.Fase - 1922

No ano de 1922, um grupo de rapazes ,na sua maioria jovens, que na época estudavam em Beja, no Liceu Fialho de Almeida, quando vinham de férias, juntavam-se em grandes futeboladas nas eiras e no largo da feira, resolveram formar o grupo que viria a ser o primeiro Futebol Clube Castrense.


A EQUIPA DO CASTRENSE DE 1922:
1ºPLANO -AJOELHADOS- EDUARDO JORGE,JOSÉ COSTA,JOSÉ SEMIÃO,MANUEL FERNANDES E CUBA
2ºPLANO - FRANCISCO SILVA,PACO,JOSÉ CRUZ
3º.PLANO - CANDIDO ALVES,JOSÉ ALVES,ALVARO FREIRE.MANACO E JOSÉ BALTAZAR


Jogavam uns contra os outros ou deslocavam-se a terras próximas, mas já então jogavam com equipamento e com bolas de couro
Depois,por circunstamcias várias o clube extinguiu-se...!!!

2ª.Fase - 1936

Em 1936, um novo grupo de rapazes da época ,resolveu juntar-se e recuperar a prática da actividade desportiva.
O grande impulsionador dessa ideia foi Manuel Batista Ramos, então com 20 anos (nascido em 2-11-1919).



O Ramos, como era conhecido, era um "faz tudo" do grupo, neste segundo CASTRENSE, desde jogador a tesoureiro, e grande estratego na recriação do clube, andando de porta em porta dos lavradores com mais posses ,conseguindo não só que se associassem ,como também que contribuissem com dinheiro para a instituição.

Os primeiros equipamentos deste Castrense eram comstituidos por camisolas interiores tingidas de verde e calções de tarja. A primeira bola foi adquirida no Porto por 65 escudos.

O presidente era o José Pedro Valadas e o secretário Manuel Matias Palma.

Como a siuação era dificil, rezam as crónicas "que o senhor Castelo, então Chefe das Finanças ,entregou 300 escudos que pertenciam ao primeiro Castrense de 1922", que foi extinto.

Dessa equipa distinguiu-se um jogador de grande habilidade, o JACINTO NEVES, que mais tarde viria a jogar no então poderoso LUSO DO BARREIRO.

E o Castrenese voltou a extingur-se

3ª-FASE - 1953 aos nossos dias.

Nos anos quarenta, existiam em Castro dois pequenos clubes:

O ESPERANÇA - que marcou uma geração e onde confluiram alguns oriundos do segundo Castrense.
e

O JUVENTUDE - Miúdos mais novos ,onde se destacava o Zé Ricardo , que acabaram por criar a terceira vida do FUTEBOL CLUBE CASTRENSE.

Foi alugada uma nova sede, na Rua D.Afonso I .
O Clube não se limitou a ter actividade desportiva, mas sim e também recreativa.
Pela sede passaram então muitos artistas da época, em espectáculos e bailes muito concorridos.

O clube recommeçou a sua terceira vida com jogos particulares, Zé Ricardo foi o primeiro treinador deste novo Castrense que mais, tarde, em 1964, se viria a sagrar campeão nacional da 2ª.divisão.

Nessa equipa havia joagadores de boa qualidade como o veloz HELDER COELHO, o REINALDO e outros que muito contribuiram para a vitória que tanto orgulhou a Vila no seu todo


HERLDER COELHO


AQUI O REINALDO E O HELDER COELHO

Na ultima época, o nosso blogue assistiu e fez a reportagem de vários jogos do Castrense, assinalando aqui com imagem, aquele que para mim foi .o melhor jogo da equipa no campeonato empatando na Cova da Piedade, que na altura, era o líder da serie F, a série do Castrense




..E AQUELE FINAL DA VITÓRIA FRENTE AO CAMPINENSE.

Esta época tenho acompanhado menos que gostaria o clube, devido a não ter podido estar em permanência em Castro.





Depois recordo ainda a reportagem da Festa do 57ºAniversário:

"NO DIA 1 DE ABRIL O CASTRENSE
COMEMOROU O SEU 57º.ANIVERSÁRIO
COM UMA FESTA QUE TEVE LUGAR
NO MULTIUSOS DO LARGO DA FEIRA.

Castro Verde comemorou o aniversário do clube da terra mostrando com orgulho os trofeus conquistados pela colectividade ao longo da sua existencia, e que foram apresentados ao nosso blogue pelo Presidente do Castrense Carlos Pereira;





TAÇA GANHA NO ATLETISMO






A "História dos trofeus" ,das vitórias, era também contado em painéis como estes:






E das várias equipas que tão bem representaram o clube e a vila.

A começar pela formação da 1ª.fase da História do clube, a de 1922:


E esta a de 1970


Nesta formação de juvenis , o treinador era ...o actual Presidente da Direção Carlos Pereira, e venceu a Taça Disciplina.

que venceu a Taça Distital

Mais a que venceu a Taça Distrital 1990/91:


No recinto havia também um lugar carinhosamente guardado para os atletas castrenses desaparecidos prematuramente:




No Castrense, a Patinagem artistica também tem lugar de destaque:


enquanto a música do "Rouxinol do Alentejo" animava a noite fria levando alguns presentes à pista a dançar




outros rodeavam o enorme espeto quje preparava o churrasco








Curiosa esta foto de um cortejo de oferendas realizado em 1958_



Foi um prazer para o nosso blogue ter estado presente e ter constatado o espirito de corpo que existe para levar o Castrense a comemorar muito mais anos e com îtos em todas as áreas desportivas onde se insere.">

UM ABRAÇO A TODOS DO CASTRENSE

terça-feira, março 31, 2020

RECORDANDO UM BOM AMIGO, O ZÉ ARSÉNIO.

.
O SAUDOSO ZÉ ARSÉNIO , DE CASTRO VERDE VEIO
PARA O SEIXAL PARA A SIDERURGIA FAZ
MUITOS ANOS, E FOI UM DOS ALENTEJANOS QUE
PARCIPAVAM NAS REUNIÕES DOMINICAIS NA
CASA DAS PRIMAS NATERCIA E HERMINIA, ON-
DE NASCEU O NOSSO BLOGUE.

..."e o Zé Arsénio toca acordeon"
puxando as modas de todos sabidas"

como consta no Hino que então cantávamos todos os domingos:

É LÀ NO FEIJÒ
.
É lá no Feijó, à das primas,
Ao fim da tarde todos os domingos,
Que nós cantams, comemos e rimos,
Jogamos às cartas e nos divertimos.
.
O Zé Arsénio toca acordeon,
Puxando as modas de todos sabidas,
Canta a Natércia, canta a Hermínia,
E até canta o Chico ,e toda a família.
.
Castro Verde a nossa terra,
Menina, que estás à janela,
Uma cartada, pão com toucinho,
Vá lá ó Júlio, come outro docinho.
.
Canta a Henriqueta, canta o Manel,
Agora a Alice, canta o refrão,
Estuda a Lena, come um pastel,
Cant.ó Elisiário, vamos ao baldão.
.
A tia Bárbara também participa,
Petisca, fala, vê televisão,
Com peixe fresco, chega o Fernando,
Vamos grelhar, preparem carvão.
.
Canta a Maria dos Anjos,
Canta a Maria Adelina,
Canto eu, cantamos todos,
E nunca ninguém desafina."
.
Hoje presto homenagem ao amigo Zé Arsénio, contribuido para perpetuar a sua memória, publicando uma página que ele me deu em tempos, e que descreve o Homem solidário que ele foi, e as competências organizativas , solidárias e artisticas que deram brilho à sua foma de estar.





quinta-feira, março 26, 2020

´POEMA "À MÃE," FELICIDADE LUCIA, DE ANTÓNIO JOSÉ COLAÇO

.
.

Ó MINHA MÃEZINHA QUERIDA
..
Poema dedicado pelo António
José Colaço à sua mãe
FELICIDADE LÚCIA,
quando estava na recruta
no serviço militar, em
Lisboa:.
.
Nas serras a caminhar
e sem poder descansar
mãezinha do coração
caminhando no escuro
fosse mole ou fosse duro
mãezinha não tinha pão.
.
Fome e vontade de dormir
sem roupas para me cobrir
minha mãe o que eu passei
andadando a restejar
ouvindo as balas cantar
ó mãe de ti me lembrei
.
Dentro do acampamento
onde estava o mantimento
para nos alimentarmos
mas foi grande o sofrimento
nós dormimos ao relento
sem roupa para nos taparmos
.
Ouvi estoirar as granadas
eu caí em emboscadas
na frente de metralhadoras
e junto a colegas meus
eu só tinha esperança em Deus
e na Virgem Nossa Senhora
.
Andando léguas quase dez
e com tanta dôr nos pés
minha mãezinha adorada
abalámos às nove horas
nunca tivémos demoras
chegámos de madrugada.
.
Minha bela mocidade
na flôr da minha idade
estou metido na prisão
minha sorte foi ruim
não quero que chore por mim
mãezinha do coração.
.
Tenho tanta saudade
deixar a velha unidade
e voltar à minha vida
logo há-de chegar o dia
de ir para a sua companhia
ó minha mãezinha querida.
.
Também temos uma pista
que nos faz perder a vista
minha mãezinha adorada
e quando nós lá passamos
logo todos pensamos
que temos a morte chegada.
.
Nas ruas da cidade
caminhando com velocidade
ó minha mãezinha querida
por ser grande o movimento
às vezes em pouco tempo
alguns perdem a vida.

Poema escrito em 1961
ANTÓNIO JOSE COLAÇO
.
Este poema foi dito de
viva voz pelo autor,
na noite mágica, no
Monte da Ribeira e na
presença de
Joana
Tó Zé
Maria Alice
Maria Helena
Ana
e da filha Lena
e do genro José Francisco."